“Este é um tempo de honra”, diz bispo JB Carvalho no primeiro dia do Imersão Total

A abertura do Imersão Total movimentou a sede da Comunidade das Nações em Brasília, nesta quinta-feira (28). O culto começou com a adoração livre e espontânea da equipe ouro da casa, o “Somos todos One”, liderados por Gezi Monteiro, e pelos pastores Neguebe e Dito Rodrigues. O trio encorajou os presentes a imergirem durante esses dias, em águas profundas do Espírito.

Gezi Monteiro 

“As pessoas estão em busca do Pai, estão dispostas a entregar algo para Ele, porque a gente nasceu para isso, nascemos para adorá-lo. Essa é a busca da humanidade, estão clamando pelo Senhor. O nome “Imersão” atrai as pessoas. Não tem como estar nesse ambiente e isso não crescer. É um dos eventos que mais amo estar, porque a intensidade de adorá-lo, e rendermos o nosso coração, dons, talentos, e sonhos com o propósito de entrega, é uma oferta de amor! Não tem como sair daqui vazio”, disse Gezi Monteiro.

As expectativas do público para esses dias estão realmente muito elevadas. Para a advogada, Tatiana Balestra, “é um tempo separado para buscar a Deus no lugar secreto, pois ele sempre estará disponível para nos responder e mostrar as coisas que estão em oculto”. A empresária Alessandra Bernardes, pretende ser empoderada e descobrir porque nasceu. “Eu quero buscar e receber aquilo que Deus quer que eu faça. Eu quero descobrir o meu propósito e cumprir meu chamado aqui na terra”.

Pastor Michael Douglas

O preletor da noite, pastor Michael Douglas da CN Taguatinga, mostrou as diferenças de dois momentos da vida: o tempo de bastidores, e o tempo em que as cortinas se abrem, baseado no texto de Salmos 30:5 “Pois a sua ira só dura um instante, mas o seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria”.

Segundo Michael, no tempo de bastidores (processo), as pessoas não precisam provar nada para ninguém, é lá que acontece o treinamento e o desenvolvimento. Momento que Deus extrai o melhor que existe dentro de cada um, aonde o “verdadeiro eu” aparece, “o processo é Deus dizendo: você é maior e melhor do que você pensa”, completou.

Michael Douglas falou ainda sobre intimidade com Deus, esclarecendo como ter uma vida de honra. “Deus só vai promover quem é verdadeiro, porque no secreto você necessita entregar o seu melhor, a sua verdade. Você precisa ter um encontro genuíno e mergulhar fundo como não se houvesse amanhã. Quem define o tempo do processo, é você”, destacou.

O pastor, antes de finalizar, ainda relembrou que “só tem honra pública e vive a fase onde as cortinas se abrem, quem tem secreto! Quem souber ser rejeitado por todos, terá a honra de todos. O seu momento no palco vai chegar, mas você precisa trabalhar nos bastidores”. Douglas, ainda exortou aquelas pessoas que vivem se comparando com outras.

bispo JB Carvalho

Finalizando a noite, o bispo JB Carvalho celou a palavra, e disse que é chegado um tempo de honra. “Honra tem que ser pública, para ser honra. É o tempo aonde o bastidor será recompensado, aonde o altar secreto vai ser revelado em público. É o tempo em que Deus vai celebrar da graça, do favor, da misericórdia em sua vida. Este Imersão é uma virada de chave em sua história”, finalizou.

Imersão Total – Tempos de Refrigério, segue até terça-feira (05), com muita intensidade, entrega, oração e adoração, sem intervalos. Hoje (01), às 20h, o pastor Lucinho Barreto é o preletor convidado. O louvor será comandado por Karen Braz.

Na programação, até a noite do dia (05), ainda temos:  Ludmila Ferber, Deive Leonardo, Judá Bertelli, Jackson Antônio e Rodolfo Abrantes, e é claro, os pastores da CN e as bandas de todos os campis da Comunidade das Nações do Distrito Federal, no qual, se revezão durante as 122 horas do evento.

Texto escrito por Tiago Alves, integrante do ministério CN Comunicação.