É hora de se afundar em Deus, mergulhar nas suas águas, envolver-se de verdade

“A mesa sempre falou sobre guerras, acordos e denúncias. Este é um tempo que tem nos desafiado. De onde você está vindo? Como você está?”, questiona bispa Dirce Carvalho

Luis Felipe/CN

A mesa sempre falou sobre guerras, acordos e denúncias. Este é um tempo que tem nos desafiado. De onde você está vindo? Como você está?

Talvez, você esteja vindo de desertos. Quem sabe, cansado da jornada. Em todo o lugar de empreendimentos, teremos a curva do “U”, uma encruzilhada, um momento em que as energias arrefecem. Todavia, não é tempo para desânimo, mas um período de balanços, um tempo de trocar expectativas por fé.

Este é o momento para acender centelhas, como se faz no “Hanucá”. Esta mesa proposta é para suprimento. Como Deus tirou o povo de Israel do Egito com garras fortes, Ele está aqui para remover a pressão. Deus é aquele que nos tira das muitas águas e nos coloca em lugares seguros.

Essa mesa só é possível, porque Jesus não fugiu da pressão. “Todos os reinos do mundo” foi a promessa de Deus. O inimigo tentou oferecer vias mais fáceis para a conquista, mas este não seria o caminho. Sua missão precisava ser cumprida, seu amor o conduziu até o fim.

Toda a batalha é sobre uma zona de poder

Dirce Carvalho

Os deuses do Egito foram julgados com as pragas, mas naquela noite de páscoa, Moisés concedeu instruções para a vitória final. Quem obedeceu, foi preservado.
Em êxodo 19 vemos um casamento com Deus. No Sinai, o povo chegou muito cansado. Deus, então, entregou a sua palavra:

Vós tendes visto o que fiz aos egípcios, como vos levei sobre asas de águias, e vos trouxe a mim;
Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos, porque toda a terra é minha.
E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel.
Êxodo 19:4-6

Existe uma comunhão para participarmos, mas, antes, precisamos efetuar um conserto. Deus procura por um povo com energia e foco no coração. Pessoas que só tem olhos para o único Deus.

No meio da igreja, em meio aos relacionamentos, teremos o caráter testado. Testados e aprovados, temos a promessa da Sua presença

Dirce Carvalho

Daniel foi alguém que fez cativo um país que subjugava. Sua postura o colocou em posição de vantagem. Ele foi encontrado dez vezes mais sábio.

Nós temos uma referência para sabermos o que é certo e errado, o que é santo e profano, o que é comum e o que é separado. Quando efetuamos nossas atividades diárias, somos chamados a manifestar essa diferença.

Essa é uma hora de oportunidade, para uma autoavaliação. Isso ocorre para não sermos condenados, porque Deus não conta quantas vezes nós caímos, mas quantas vezes nos levantamos.

“Inabalável” trata-se de alguém que passa suas ações ao crivo de Deus. Santificar-se significa estar pronto. Deseje encontrar-se com Deus, viva pelo sacrifício das ações de graças.

Luis Felipe/CN

Nós poderemos destruir as obras do inimigo, quando formos capazes de pagar o mal com o bem, o ódio com o amor. Confrontamos as más obras, por meio de boas obras. Precisamos trocar a nossa forma de pensar.

Existe uma mentalidade que foi aberta pelo inimigo no Éden: a do conhecimento do bem e do mal. No entanto, Deus quer que tenhamos a mentalidade da árvore da vida. Com que poder você está concordando para vencer as suas guerras? Para se relacionar, para efetuar posts, para criar seus filhos, para determinar seus negócios? Essa concordância determinará seu sucesso ou seu fracasso. Cada concessão ao inimigo, recalculará a rota.

Será que você está entregando poder a quem não deve? Todo reino tem um rei. Qual é a sua fonte?

Abrir caminho em meio à floresta não é fácil, mas, uma vez aberto, os demais podem trilhar livremente. Jesus é aquele que abriu caminho para nós. Podemos correr para o nosso futuro. Declare: a coragem e o vigor estão sobre mim!

Se houve concessões às propostas, se há ídolos no coração, peça perdão. Libere-se da murmuração, da angústia, da ofensa. Seja lavado com o sangue de Jesus. Aceite o convite do Rei e, assim como Mefibosete recebeu forças para cobrir suas imperfeições, você está sendo coberto pela graça.

Bispo JB Carvalho

O que ocorreu na mesa, com os doze discípulos? Os corações foram sondados. Cada discípulo trazia algo: seus medos, suas fobias, suas expectativas. Após, ninguém conseguiu acompanhar o sofrimento de Jesus no Getsêmani. Jesus disse que não cearia mais, até o grande dia. Ele partiu o pão de Isaque, porque a promessa estava sobre a descendência de Abraão.

O bode expiatório era um símbolo daquele que carregaria a culpa. Seu sangue foi vertido e nele foram cumpridos todos os símbolos da redenção. O justo foi morto pelos injustos, o bom pelos maus. O lugar que deveríamos estar, foi por Ele ocupado. Ele é a propiciação e pagou o preço de todos os pecados, de todos os homens, de todas as gerações.

Foi um espetáculo! Os sepulcros se abriram, a terra tremeu, o sol se escondeu. Os nossos inimigos foram expostos à vergonha, em procissão de derrota. Jesus cravou nossos pecados na cruz e em seu último brado, Ele declarou o completo pagamento da dívida. Agora, ninguém mais pode cobrar essa conta. Tetelestai!

  • Redenção significa “comprar do mercado de escravos”. Homens eram vendidos como coisas e apenas pela redenção, poderiam ser libertos. Naquela época, um terço da população que vivia com os romanos, eram escravos. Redenção era a doce palavra que significava liberdade da escravidão.
  • Justificação é tornar justo, para termos paz com Deus. Não há condenação para aqueles que estão em Cristo, que não vivem segundo a carne. Quem intentará a acusação contra os escolhidos de Deus?
  • Salvação, traduzido por “sozo”, trata-se de algo muito além do que sermos livres do inferno. Fala de cura, saúde, preservação, perfeição.

O que aconteceu nas horas em que Jesus estava morto?

Ele pregou aos espíritos em prisão, Ele desceu às regiões mais inferiores da terra. Ele é o Cordeiro de Deus, Ele é a sarça, Ele é a vida.

Ele subiu e deu dons aos homens. O Espírito Santo virá de forma incomum. Fogo e vento! O Juiz dos vivos e dos mortos está aqui. Existe uma graça, uma capa, um poder. Cale-se toda a terra.

A trombeta está soando para intensificar a intercessão, o compromisso, o mergulho. É hora de se afundar em Deus, mergulhar nas suas águas, envolver-se de verdade.

Estamos em uma época de polarização. O justo será mais justo e o ímpio será mais ímpio. Ovelhas e cabritos serão separados. Os bons peixes serão afastados dos maus peixes.

JB Carvalho

Recursos estão chegando. Livramentos, socorros, escapes, portas abertas. Deus está fazendo uma rede, conectando-nos às pessoas do nosso destino.

Luis Felipe/CN

O que aconteceu naquela noite, foi o início de algo que estamos dando continuidade, hoje.

Jesus, homem de dores. Não havia beleza nem formosura. Ele foi ferido porque Deus colocou sobre Ele o pecado de todos nós. Como Cordeiro mudo, foi levado ao matadouro e, pelas suas feridas, fomos sarados.

Seus inimigos estão sendo derrotados. Somos mais do que vencedores. Nada pode nos separar do amor de Deus.

A máxima da fé cristã é que não somos vítimas do destino. Qualquer pressão pode ser modelada, confrontada e impedida. Podemos levantar as mãos e ordenar, podemos resistir, podemos pisar sobre todo o poder do inimigo

JB Carvalho

Existe uma autoridade liberada. Mova-se e entre em lugares para ocupação. Davi viu a cidade que o fez mover, Abraão viu a Nova Jerusalém. Ao perseguir a cidade criou, um lugar de prosperidade para todos os lados. Crie um lugar, expanda seus territórios, seu domínio. Empurre.

Existe autoridade para quebrar as portas de bronze, cadeados de ferro. Autoridade para liberar cura e saúde, removendo toda resistência.

por Vanessa Ribeiro