“Posso ver um exército de Davis, que luta grandes batalhas”, diz JB Carvalho

Segundo JB Carvalho, Deus escolheu Davi, homem sincero, capaz de reconhecer seus erros, confessar seus pecados e mudar sua rota. "Corrija seu caminho, viabilize a longevidade, que Deus preparou", disse.

Jonathan Marclay/CN

O último Culto da Família do ano, realizado neste domingo (26), na sede da Comunidade das Nações, no campus Sia, em Brasília, começou com uma palavra de agradecimento liberada pelo Dhanka Felipe: “Até aqui nos ajudou o Senhor. Podemos olhar para trás e verificar a bondade de Deus, sobre as nossas vidas. Seus planos permanecem. Tudo o que Deus prometeu, acerca de todas as áreas das nossas vidas, se cumprirá. Ele está pavimentando os nossos caminhos. Agradeça ao Senhor por tudo o que tem feito até aqui e prepare-se para um poderoso porvir“, disse.

O louvor foi comandado pela pastora Karen Braz e banda, que transbordou uma unção poderosa na adoração: “Eu só quero tua presença, hoje eu não vou te pedir nada, só quero levantar a minha voz pra te dizer que a tua graça já me basta“, cantava.

O Pr. Júnior Mendes fez o profético afirmando que Deus deseja que o mundo o conheça como Ele é. Para ele, à medida que “crescemos nesse conhecimento, mais podemos nos conhecer, também“.

Segundo Júnior, alguns, têm consciência da nobreza que Deus colocou, mas, outros, ainda permanecem inconscientes do que carregam. “Quem sou eu? Perguntou, Moisés. Talvez, você questione hoje: Quem sou eu para ter um casamento abençoado? Quem sou eu para ter filhos grandiosos? São pessoas inconscientes de quem foram feitas para ser. Deus conhecia o potencial de Moisés: o potencial de redenção, o potencial de submissão, pois isso era tudo o que Ele precisava para usá-lo. Não era um momento para que Moisés se autoconhecesse, mas para ter consciência do que Deus poderia fazer através dele. Deus nos chama a um encontro profundo, a fim de nos revelar sua nobreza. Ele tem todo poder e quer que você faça parte dele. As chaves estão em suas mãos, para ligar e desligar, para acionar e desativar. Conecte-se a Deus e manifeste Suas proezas!“, destacou.

A palavra de oferta foi dada pelo Pr. Thiago Carneiro, inspirada em Gênesis 47:19,20:

Por que morreremos diante dos teus olhos, tanto nós como a nossa terra? Compra-nos a nós e a nossa terra por pão, e nós e a nossa terra seremos servos de Faraó; e dá-nos semente, para que vivamos, e não morramos, e a terra não se desole. Assim José comprou toda a terra do Egito para Faraó, porque os egípcios venderam cada um o seu campo, porquanto a fome prevaleceu sobre eles; e a terra ficou sendo de Faraó.

Segundo ele, José, em sabedoria, administra os tesouros de Faraó. “Veja que as pessoas entregaram tudo o que tinham por comida e, ao final, se entregam como escravos. O Egito cresceu e prosperou, durante esse período de escassez. As sementes tornaram-se forte moeda de compra e venda, em troca daquilo o dinheiro não poderia comprar. A sabedoria estava em plantar sementes. Quando nós consumimos o que está destinado ao plantio, comprometemos nossa colheita. São valores que não têm o poder de quitar nossas dívidas, mas tem o poder de acionar os céus, promovendo uma colheita de suprimento“, disse.

Para Carneiro, sementes são poderosas moedas espirituais. “Por meio delas, Deus visita nosso futuro e traz as respostas que precisamos.Não coma as suas sementes. Plante e espere que elas amadureçam. No tempo certo, a colheita virá”, disse.

E compartilhou, um testemunho:

“Tínhamos um imóvel para vender. Achamos um potencial comprador, cuja proposta não vingou. Então, resolvemos plantar uma semente para destravar essa venda. Orei com minha família, profetizando que, em dezembro, o milagre se manifestaria. Hoje, temos esse milagre manifesto. Mas, em nossa oração, havia dois motivos. O segundo diz respeito a um tempo de descanso em família, que precisávamos. Então, durante o “Profetizando 2022”, alguém nos ofertou oito diárias, exatamente no local que tínhamos em nosso coração. A colheita sempre vem, para aqueles que lançam suas sementes
“, declarou.

Jonathan Marclay/CN

Em seguida, o bispo JB Carvalho começou sua ministração lendo Isaías 60:21,22 e Zacarias 12:7,8 respectivamente:

E todos os do teu povo serão justos, para sempre herdarão a terra; serão renovos por mim plantados, obra das minhas mãos, para que eu seja glorificado. O menor virá a ser mil, e o mínimo uma nação forte; eu, o Senhor, ao seu tempo o farei prontamente.

E o Senhor salvará primeiramente as tendas de Judá, para que a glória da casa de Davi e a glória dos habitantes de Jerusalém não seja exaltada sobre Judá. Naquele dia o Senhor protegerá os habitantes de Jerusalém; e o mais fraco dentre eles naquele dia será como Davi, e a casa de Davi será como Deus, como o anjo do Senhor diante deles.

Quem foi Davi?

JB Carvalho respondeu dizendo que Davi foi um guerreiro, profeta e rei para Israel e que sua história é relatada em 62 capítulos bíblicos, e com exceção de Jesus, foi o personagem mais citado, apontado como o homem segundo o coração de Deus, e que possuía muitas qualidades. “Como grande estadista, as fronteiras do seu reino se expandiram. Possuía graça para favorecer Israel, seu povo. Alguém disse que o poder deve expressar insignificância e magnificência. Davi possuía essas características. Grande matador de gigantes, ousado, mas, humilde; poderoso e gentil; rei, mas servo; fraco para com Deus e forte contra o adversário. Todo líder deve possuir essa qualidade: contrastes entre o leão e o cordeiro“, disse.

Para alguns, Paulo era frágil, no entanto, ele sabia exercer o governo, quando necessário.Deus mesmo, se manifesta, poderosamente, grande e invencível, mas, na história, enxergamos o Cordeiro, que tira o pecado do mundo. Nos salmos, vemos o descortinar do coração de Davi. Ele é intenso. Não há literatura que expresse, de forma tão ardente, os sentimentos de alguém. Davi sabia exprimir o que estava sentindo“, destacou.

Segundo JB, muitos passam a vida representando, mascarando, fingindo, mas, Davi, em humilhação, movia o coração de Deus.

Senhor, não me repreendas na tua ira, nem me castigues no teu furor. Tem misericórdia de mim, Senhor, porque sou fraco; sara-me, Senhor, porque os meus ossos estão perturbados. Até a minha alma está perturbada; mas tu, Senhor, até quando? Volta-te, Senhor, livra a minha alma; salva-me por tua benignidade. Porque na morte não há lembrança de ti; no sepulcro quem te louvará? (Salmos 6:1-5)

Para o bispo, Davi se expressava de forma sincera, reconhecendo sua posição. “Em tom baixo, apresentava seus argumentos diante de Deus. Não falsificava a verdade no coração. Ele enfrentava os desertos e a solidão, aprofundando sua intimidade com Deus. Aproveitava cada detalhe da natureza, para enxergar a grandeza do Criador. Não se enxergava como vítima de desprezo, mas alvo dos favores da graça. Não temia a nada e ninguém“, ressaltou.

Dispõe o meu coração para só temer o teu nome. (Salmos 86:11)

Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo.
(Salmos 23:4)

Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia, nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia. Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti.
(Salmos 91:5-7)

A consciência da presença de Deus em Davi era forte e suas atitudes, movidas pela coragem. Carregava as características de um líder. Por esse motivo, tinha um modo de agir inato à liderança. Sua coragem contagiava. Foi o que ocorreu com aquele exército de homens, enfraquecidos pela dívida. Davi governava seu coração, por isso, conseguia governar um exército. Deus olhou dos céus e o notou. Veja que Deus não se impressiona com publicidade“, disse

A Sepultura e a Destruição estão abertas diante do Senhor; quanto mais os corações dos homens! (Provérbios 15:11)

Para o bispo JB, Davi foi gerado no anonimato, e aquele foi o tempo necessário de construção do seu caráter, um período de disciplina. “Antes de iniciar o ministério, Paulo passou por três anos e meio se desintoxicando da religião. Foi um período de transição. Aqueles que aceitam a obscuridade, podem ser alvos de aplausos. Davi foi fiel em todas as tarefas, inclusive, as desinteressantes e enfadonhas. Provamos nossa confiabilidade nestas pequenas tarefas, lugar de prova para a realização de grandes obras. Na solidão nascem os apóstolos, profetas e reis“, destacou.

Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dele; (2 Crônicas 16:9)

Deus procurava um homem e seus olhos pararam em Davi. Deus olha dos céus hoje, procurando os líderes da próxima geração. Pessoas cujo coração, é totalmente Dele“, enfatizou.

E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o Senhor… (Jeremias 29:13,14)

E, respondendo ele, disse: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo. (Lucas 10:27)

JB Carvalho destacou que a religião deve estar permeada de intensidade em fé, em busca, em desejo, em sinceridade e inteireza, pois Deus escolheu Davi e fez grandes promessas a seu respeito:

Porque assim diz o SENHOR: Nunca faltará a Davi homem que se assente sobre o trono da casa de Israel; (Jeremias 33:17)

Mas, como todo líder, Davi não recebia apenas aplausos. Líderes são abordados, colocados contra a parede. São celebrados em louvor, mas também sofrem ataques. Davi recebeu palavras duras, de julgamento. Ele foi confrontado e desacreditado“, disse.

SENHOR, como se têm multiplicado os meus adversários! São muitos os que se levantam contra mim. Muitos dizem da minha alma: Não há salvação para ele em Deus. (Salmos 3:1)

Socorro, SENHOR, pois os fiéis estão desaparecendo depressa! Os que te temem sumiram da terra! (Salmos 12:1)

O bispo ressaltou que em meio a muitas intrigas palacianas, Davi foi duvidado e fortemente perseguido por Saul. “Quando seus homens vieram alegres, comunicando o estado vulnerável do seu inimigo, Ele se recusou matá-lo. Mas, se o fizesse, fundaria a dinastia de Saul II. Ele sabia filtrar os conselhos, julgar as palavras e abraçar as certas.
Não podemos tomar decisões, baseados em conselhos tortuosos. Muitos conselheiros hoje, transmitem ideias contrárias à Palavra de Deus. Por vezes, até em nome de palavras proféticas (falsas). Quantas vezes, recebemos palavras simples, que carregam o poder de alterar posturas e pintar um novo quadro. Se uma palavra profética, em confronto com a sua realidade, parecer absurda, decida acreditar no profético, pois a realidade espiritual tem o poder de dobrar as aparentes circunstâncias. Sua fé, acionará a força do céu em seu favor
“, enfatizou.

Quais palavras você tem abraçado?

JB Carvalho afirmou que o inimigo tem um campo de batalha: Ele quer nos convencer da inalterabilidade daquilo que entra em nossa mente, através dos sentidos físicos, e no entanto, “nascemos de novo”.

Quando isso ocorre, deve haver uma inversão, pois nossa realidade agora é alterada, não pelo que vemos e ouvimos fisicamente, mas pelo que vemos e ouvimos junto ao mundo espiritual de Deus. Seguindo esse fluxo, crendo a partir daquilo que podemos extrair das promessas, das palavras proféticas, das mensagens inspiradas, permitimos uma internalização, para que esta nova realidade se instale em nossa alma, dando vasão à manifestação da verdade do céu na terra, verdade que molda nosso futuro. Funciona como quanto permitimos a instalação de um chip, codificando todas as informações que precisamos trazer à nossa realidade. O segredo está no foco. O que focamos cresce, penetra nossa mente, domina nossas emoções, afeta nossa realidade. Então, não entregue a sua força a estranhos. Não recompense quem não te respeita, quem não foi capaz de firmar uma aliança. Intimidade sem compromisso, é prostituição“, declarou.

O pecado de Davi

Segundo JB Carvalho, tudo começou quando Davi resolveu adotar a mentalidade de um rei pagão, pois Davi tirou a coroa da cabeça de Moleque, o rei deles, uma coroa confeccionada em ouro puro, pesando trinta e cindo quilos, toda ornamentada com pedras preciosas.

E, essa coroa foi colocada sobre a cabeça de Davi. Ele trouxe uma grande quantidade de bens da cidade… (1 Crônicas 20:2)

No capítulo seguinte, vemos que, impulsionado pelo espírito das trevas, Davi começa e efetuar cálculos do poder e da grandeza do seu reino“, disse.

Então Satan, o Inimigo, levantou-se contra Israel e induziu Davi a fazer um recenseamento de todo o povo debaixo do governo do rei. 2E Davi ordenou a Joabe e aos demais comandantes do exército do rei: “Ide, contai todo o povo em Israel desde Berseba até Dã, e trazei-me o número para que eu saiba quantos são ao todo!”… (1 Crônicas 21:1, 2)

O bispo pontuou que ao fazer isso, Davi deu vazão ao orgulho da sua posição e achou que poderia agir da mesma forma como os outros reis faziam, esquecendo-se de onde saíra e a forma como Deus o levantou. “Não foi pela força do seu braço, nem pelo seu muito saber, mas pela graça e pelo favor. Foi o poder da aliança que muniu Davi de força e convicção para matar Golias. Por este ato, Davi passou a ter visibilidade em seu ministério“, disse.

Nós chegamos onde chegamos por causa do favor e pelo poder de uma aliança. Não foi a força do nosso braço, que nos trouxe até aqui, ao contrário, foi o reconhecimento da manifestação do poder de Deus em nós. Então, nunca enumere sua grandeza, sua influência, seus seguidores, como se tivesse conquistado essa visibilidade, por seu próprio esforço. Toda demonstração de poder, tem origem e tem destino“, lembrou.

Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. (Romanos 11:36)

JB explicou que vanglória trata-se de exacerbar uma glória vazia de conteúdo. “Algo “vão” é aquilo que não tem conteúdo; vazio, oco. Portanto, trata-se de direcionar glória ao lugar e à pessoa errada. Deus está visitando nossas obras. Da mesma forma como um coração quebrantado e contrito é capaz de atrair a presença de Deus, como ocorreu com Davi, concedendo força, vigor, poder e influência, um coração arrogante e orgulhoso, que possui força, vigor, poder e influência, atrai a ira e o julgamento. Deus visitará esse País“, profetizou.

Davi ficou cego pelo poder e pelo orgulho

Tendo instalado o chip de uma coroa pagã, começou a tomar decisões erradas, perdendo a noção dos seus limites. Os limites existem para nos proteger. Se a nossa expansão não for em direção ao nosso chamado, ultrapassaremos fronteiras proibidas. Davi atravessou a linha de outro matrimônio. Nunca cruze essa linha, pois família é um território sagrado. Quem nela entrar, compra briga com o próprio Deus. Davi ficou exposto e perdeu o respeito e a admiração dos que estavam mais próximos. O testemunho de suas aventuras sexuais, tornou-se um escárnio ao nome de Deus, como Natã afirma“, exemplificou.

Então, disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. Disse Natã a Davi: Também o SENHOR te perdoou o teu pecado; não morrerás. Mas, posto que com isto deste motivo a que blasfemassem os inimigos do SENHOR, também o filho que te nasceu morrerá. Então, Natã foi para sua casa. E o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera à luz a Davi; e a criança adoeceu gravemente. Buscou Davi a Deus pela criança; jejuou Davi e, vindo, passou a noite prostrado em terra. Então, os anciãos da sua casa se achegaram a ele, para o levantar da terra; porém ele não quis e não comeu com eles. Ao sétimo dia, morreu a criança; (2Samuel 12:13 – 18)

O bispo afirmou que os cristãos carregam um nome. “Praticamos atos por um nome. Não podemos envergonhá-lo. Se falharmos, como seremos lembrados? Como Deus será glorificado?“, questionou.

Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade. (2 Timóteo 2:19)

Para Carvalho, depois que Davi soube da gravidez de Betseba, ele conduz Urias, seu esposo, a uma embriaguez, para que ele se deite e durma com sua mulher, sem desconfiar daquele desvio. Mas, mesmo embriagado, Urias permanece integro. Urias respondeu: “A arca e os homens de Israel e de Judá repousam em tendas; o meu senhor Joabe e os seus soldados estão acampados ao ar livre. Como poderia eu ir para casa para comer, beber e deitar-me com minha mulher? Juro por teu nome e por tua vida que não farei uma coisa dessas! ” (2 Samuel 11:11)

Um abismo chama outro abismo

As mentiras crescem e a situação piora. Davi deveria estar cumprindo o seu propósito. Naquele período de guerra, o lugar mais seguro, era no meio da batalha. Se nos recusamos a viver o nosso propósito, andamos em pecado e frustração. A recusa em crescer, conspira contra o nosso destino. Se ficarmos parados, começamos a secar e morrer. O trabalho mais duro que existe, é não fazer nada. A postura mais dura, é a inércia. A preguiça é a mãe de todos os vícios e a pobreza é sua filha“, destacou.

Na época da primavera, no tempo em que os reis costumavam sair para as batalhas, … Davi permaneceu em Jerusalém. (2 Samuel 11:1)

Davi deixou de ir à guerra

Segundo JB Carvalho, a falta de determinação é uma decisão. “Então, no lugar errado e na hora errada, ele se detém com uma imagem, que possui a sua mente, ativa um desejo e desperta atitudes, para satisfazer uma ambição. Davi foi buscar satisfação, em local proibido. Quando as guerras de Deus não nos satisfazem mais, somos possuídos pela ambição, ficamos entretidos na proteção de conquistas passadas e quedamo-nos no erro. O segundo erro de Davi foi ter abusado da sua autoridade. Ele usou do poder, para determinar o erro“, disse.

De manhã, Davi enviou uma carta a Joabe por meio de Urias. Nela escreveu: “Ponha Urias na linha de frente e deixe-o onde o combate estiver mais violento, para que seja ferido e morra”. (2 Samuel 11:14,15)

Davi estava irreconhecível. Pessoas desviadas do propósito, ficam blasfemas e cometem loucuras. Erroneamente inspirado, buscou fantasias. Sem inspiração, nos detemos na varanda do palácio. Proteja suas inspirações. Quais os livros que te inspiram? Quais programas? Quais pessoas? Quais conversas? Mantenha-se inspirado em Deus. Davi não foi capaz de ser grato por aquilo que havia recebido. Nós temos muitos motivos para sermos gratos. Devemos manter uma atitude positiva. Entenda que aqueles que te conduzem ao erro, não são por você. “Quem peca conosco, peca contra nós”“, disse.

Então, Davi é confrontado em seu pecado. Deus usa o profeta Natã, para contar uma parábola, que faz Davi cair em si“, destacou.

Na sequência, Deus diz:

Eu te ungi rei sobre Israel, e eu te livrei das mãos de Saul; E te dei a casa de teu senhor, e as mulheres de teu senhor em teu seio, e também te dei a casa de Israel e de Judá, e, se isto é pouco, mais te acrescentaria tais e tais coisas. (2 Samuel 12:7,8)

Quantas vezes, nossas insistências em erros, nos impedem de receber muitas bênçãos. Esta é a hora para nos arrependermos. Ninguém pode ser feliz, fazendo outros infelizes. Deus disse: lembre-se de onde vem o seu sucesso. Davi não fez as contas e se entregou a uma paixão. Quebrou limites. Como estão os seus limites? Limites para comida, para bebida, para diversos prazeres. Hedonismo. Algumas pessoas, com quem caminhamos, travam nosso destino, impedem o fluir de uma nova fase. Jesus afastou alguns enfermos, retirando-os para fora da aldeia. Alguns ciclos estão adoecidos e são previsíveis“, ressaltou.

Segundo JB, se faz necessário um novo mundo, com relacionamentos e pessoas cheias da presença de Deus. “Afaste-se daqueles que atrasam seu propósito. A conta de Davi chegou, mas, apesar das consequências do seu pecado, as promessas de Deus não podiam falhar. Seu pecado não controlou sua história. O arrependimento sincero de Davi, fez do seu erro, apenas uma cena que passou. Hoje, lembramos do filme completo, que é uma grande inspiração“, disse.

Para ele, na caverna de Adulão, Davi liderou alguns homens que estavam endividados, quebrados e desesperançados, e que por meio da sua liderança, Davi os transformou, de forma que eles ficaram com rostos de leões. “Deus está levantando pessoas, que farão o inferno estremecer. Hoje, risque uma linha e permaneça atrás dela. Conheça os seus limites”, declarou.

O que faz uma cova nela cairá; e o que revolve a pedra, esta sobre ele rolará. (Provérbios 26:27)

Segundo JB Carvalho, Deus nos chama à correção de rotas. “Cuide do seu coração. Arrepende-te e receba o perdão. Recomece. Cuide do seu ânimo. A permissão do desânimo abre portas para satisfações em buracos fundos. A insaciedade promoverá loucuras. Cuide da sua coragem, para enfrentar situações. Seja humilde na resolução dos conflitos. Promova um ano esplêndido, por meio de um alinhamento. Queira “tais e tais coisas”, tudo o que Deus tem preparado. Então: cuide da sua energia, cuide de si, respeite os seus limites, responda o seu chamado“, declarou.

E enfatizou para os presentes entrarem em 2022, com o espírito certo:

Quero trazer à memória o que me pode dar esperança. As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. A minha porção é o Senhor , diz a minha alma; portanto, esperarei nele. Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca. Bom é aguardar a salvação do Senhor , e isso, em silêncio. (Lamentações 3:21-26)

Pecado

O bispo destacou que pecar é forçar o funcionamento de algo, de maneira errada. “Nós somos funcionais, quando seguimos a instrução do fabricante, nosso Criador. Neste momento de alinhamento e correção, não devolva críticas, não entre na batalha das ofensas. Deus escolheu Davi, homem sincero, capaz de reconhecer seus erros, confessar seus pecados e mudar sua rota. Existe uma vida melhor para ser vivida. Corrija seu caminho, viabilize a longevidade, que Deus preparou. Posso ver um exército de Davis. Alguns falharam, mas estão se alinhando. Você é chamado para ser parte desse grande exército, que luta grandes batalhas. Então, saia dos castelos das suas conquistas passadas. Deus tem algo além“, disse.

E finalizou, declarando o que Deus diz:

– Eu quero suas mãos, seus pés, seu coração, para o meu serviço. Você nunca ouviu este comando? Eu estou te chamando. Podes me ouvir? Segue-me! Eu te trouxe até aqui e te levarei até o fim. Segure forte minha mão, te levarei além das tempestades. Te colocarei em lugar alto, acima dos teus inimigos. Quero ter um tempo de intimidade, para que reconheças a minha voz, a minha presença e a minha condução. Venho, hoje, cear contigo. Te visito com unções, dou-te discernimento, faço do seu coração, meu lar. Posso expandir meu domínio, por suas mãos? Quero amar as pessoas, capacitá-las e introduzi-las em um propósito. Você pode ser o facilitador dessa aproximação? Minha presença será a esperança da glória, para muitas pessoas. Pode aceitar meu convite? Vamos povoar a terra com as sementes do céu. Juntos, faremos a diferença. Levante seus olhos e aviste seu horizonte. Corrija o seu caminho, pois muito mais Deus quer realizar para você e por você!

por Vanessa Ribeiro
edição Tiago da Silva