“Esteja pronto para ser a resposta, aquele com quem Deus pode contar”, diz JB Carvalho

"Queremos ter comunhão com os outros, para que o sangue de Jesus nos purifique. Fazemos parte de um povo, que surge das trevas, a fim de manifestar as virtudes de Deus"

Luis Felipe/CN

O último Culto da Família deste domingo (19), começou ao som de Thomas Jefferson e banda entoando louvores que trouxeram a realidade do céu para a terra, em uma noite marcada pela presença palpável de Deus.

Luis Felipe/CN

O povo que jazia nas trevas viu uma grande luz; e aos que estavam detidos na região e sombra da morte, a luz raiou. (Mateus 4:16)

A pastora Jéssica Neres profetizou na vida dos presentes que, a solução chegou para todas as perguntas sem respostas, porque a luz do Senhor está brilhando. “Esta luz representa acesso ao conhecimento espiritual. Nós temos a mente de Cristo! Não estaremos mais inseguros ou com medo. O Senhor está conosco! Deus colocou algo, que nos impulsiona. Somos imparáveis nesta manifestação. Então, correremos com alegria, venceremos exércitos inimigos, pois o Ele é a nossa luz, nossa segurança, nossa paz. O Senhor vai à nossa frente, peleja as nossas guerras, guerreia as nossas causas! A glória de Deus raia sobre nós. Ele é a nossa justiça e é aquele que nos justifica“, pontuou.

A pastora ainda questionou sobre “o que Deus tem falado?”. “Conecte-se com a Sua voz, com a sua identidade divina, com o seu profético. A luz está raiando sobre as trevas, clareando as obscuridades, trazendo cura, riquezas, tesouros. Agora, o céu está dentro de você! Jesus, o desejado das nações, o Todo Poderoso, o Príncipe da Paz, El Shaday, El Elyon, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Pastor e Bispo das nossas almas, está nos conduzindo ao nosso destino. Celebre 2022, pois uma igreja vitoriosa está ocupando os lugares de domínio na terra“, disse.

De todas as boas promessas do Senhor à nação de Israel, nenhuma delas falhou; todas se cumpriram. (Josué 21:45)

Luis Felipe/CN

O pastor Junior Mendes liberou a palavra de oferta afirmando que Deus continua sendo fiel e velando pela sua palavra, para a cumprir. “Então, você pode repetir esse texto, substituindo “nação de Israel” pelo seu nome. Apesar de não ter sido um ano fácil, terminei melhor do que 2020, conforme havia profetizado. Costumamos ter alguns alvos de oração. São pedidos que, constantemente, colocamos diante do Pai. No entanto, há alguns desejos, que não estão incluídos nesta lista. São aspirações que, talvez, não achamos tão relevantes para serem pleiteados diante de Deus“, ressaltou.

Junior ainda exemplificou que, por tantas vezes os pais satisfazem os desejos que não são pleiteados pelos filhos. E testimunhou que neste mês de dezembro, experimentou a bondade de Deus, satisfazendo desejos que sequer chegou a pedir. “Então, entendi algo: Nós nunca superaremos a bondade de Deus! Ele anseia satisfazer seus filhos! Hoje, até os itens que não constam na sua lista de oração, se cumprirão. A bondade de Deus supera qualquer bondade humana. Suas promessas não possuem data de validade. Esse suprimento, não diz respeito aos seus recursos, suas habilidades ou capacidade intelectual, mas tem a ver com a bondade de Deus. Nada te faltará! Todas as boas palavras, se cumprirão. Entregue-se completamente, obedeça a Sua voz, pois não faltará provisão para os seus compromissos. A fidelidade de Deus não falha“, destacou.

Junior Mendes disse ainda que mais do que um ato de obediência, é o relacionamento com Deus. “Jesus, quando veio à terra, não falou muito sobre dízimo, no entanto, constantemente, ministrou acerca de uma entrega completa. Ele não quer o seu dinheiro, Ele quer você. Não fique com medo de faltar recursos para seus compromissos. Deus é fiel, ele cumpre o que diz. Semeie sobre essa palavra profética“, enfatizou.

Luis Felipe/CN

O bispo JB Carvalho deu início a sua ministração lendo Daniel 12:3,4, 10:

Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça, como as estrelas sempre e eternamente. E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará. Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão.

“Quando Deus criou o homem, Ele o fez à sua imagem e semelhança. Um ser com o poder de decidir. Esse é o maior poder, que confere ao homem responsabilidade por suas escolhas. Logo, nós tomamos decisões, que provocarão consequências boas ou ruins. Resultados extraordinários são consequências de decisões difíceis. Alguns querem que outros possam decidir por elas, a fim de se esquivarem das suas responsabilidades. O destino não está pré-determinado, nem é imutável, absoluto e irrevogável. Cada escolha nossa, carrega um pouco de destino. Então, Deus nos torna conhecedores da sua vontade e o nosso comportamento, em coerência com essa vontade finalística de Deus, promoverá o destino por Ele projetado. Do contrário, seus intentos serão frustrados, pelas nossas decisões“, disse.

O bispo ressaltou que após um longo período pandêmico, aquele era o último mês do ano de 2021. “Em qual ponto da história nos encontramos? Para que possamos compreender, precisamos nos distanciar um pouco, precisamos sair do contexto, a fim de visualizar o todo”, ressaltou.

Para onde vamos? Que tempos são esses?

JB enfatizou que os anos 60, designou um período de ascensão do movimento hippie, que pavimentava o caminho da contra cultura, com muita libertinagem. “A conta chegou, com anos de chumbo, marcados por violências, guerrilhas e terrorismo. Então, chegamos até aqui. Para onde vamos? Que tempos são esses?”, questinou.

E disse ainda que, após muitos desafios, hoje temos uma modernidade líquida. “As mudanças são tão rápidas, que não há solidez. Nós estamos vivendo uma época de transição e muitos, assombrados, ficaram paralisados na travessia”, disse.

Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; (Apocalipse 2:5)

Paralisados pelo medo

JB enfatizou que muitas pessoas aceitaram o sacrifício da sua liberdade, no altar da “segurança” e foram paralisadas pelo medo. “Alguns adoeceram, outros surtaram, apostataram, casamentos se desfizeram. Foi um tempo que abriu comportas, para dar vasão ao que estava no íntimo das pessoas. O medo profetizou, trazendo falsas previsões. A claridade foi obscurecida e a presença de Deus deixou de ser reconhecida. À noite e em meio à tempestade, os discípulos foram dominados pelo medo. Já não reconheciam a presença de Jesus. Viam apenas um mostro na escuridão, um fantasma assustador. Não, não é um fantasma. Eu venho lhe dizer que Jesus está nessa tempestade, se manifestando em meio ao caos. Se tivermos uma atitude certa, qualquer obstáculo será plataformas de promoções“, afirmou.

Distrações

E pontou também que muitas são as tentativas de distrações: pessoas, medo, ansiedade, mentiras. “Há alguns profetas antigos, que nada fizeram, tentando assediar o novo mover de Deus, exatamente como verificamos no texto de 1 Reis 13, quando o profeta velho tira o profeta novo do caminho que deveria permanecer, o conduz ao pecado e à morte. São distrações enviadas pelo caminho”, lembrou.

Quando convocares as tuas tropas, o teu povo se apresentará voluntariamente. Trajando vestes santas, desde o romper da alvorada os teus jovens virão como o orvalho. (Salmos 110:3)

Está nascendo uma resistência = são pessoas indomesticáveis

Segundo JB Carvalho, estudiosos acreditam que há um padrão, para identificar o tempo quando as mudanças ocorrem. “A agenda não pertence ao inimigo, portanto, liberte-se de toda narrativa apocalíptica obscura. Não faça escatologia de jornal. Compilar inclinações históricas à bíblia é um grande erro. O centro do cristianismo é a respeito do governo de Cristo, não do governo do anticristo. O Cordeiro tem um livro em mãos e está conduzindo a história ao seu ponto final. Muitos estão desesperados com a pós modernidade, mas o tempo é cheio de curvas. Estamos em uma delas. Esta é a boa nova, a mensagem fresca que vem do céu. Portanto, não devemos focar no mal, mas no bem; não na tribulação, mas no reinado de Cristo por meio da igreja; não no medo, mas na esperança“, disse.

Tempo de aceleração

O bispo afirmou que as profecias reivindicam seu cumprimento. “A promessa do nascimento de Josias acorreu 300 anos antes dele vir ao mundo. Ele foi chamado “filho de Davi”. Este, que viveu 400 anos antes de Josias nascer, ministra fidelidade e amor a Deus, por muitos séculos. Nossas conquistas hão de reverberar centenas de anos!“, profetizou.

O progressismo radical, que veio para destruir nossos valores, não irá durar tanto tempo, como alguns imaginam. Estamos efetuando uma curva. Existe uma palavra profética pairando sobre nós, assim como ocorreu com Josias.
Olhe para Neemias que, em cinquenta e dois dias, reconstruiu o templo. Vivenciamos um momento em que a oportunidade se encontra com o favor, momento em que a palavra se cumprirá bem antes do que foi previsto. Os acontecimentos futuros irão superar qualquer experimento passado
“, disse.

O bispo ainda parabenizou os que estão vivos e tem a oportunidade de tomar as decisões certas, que produzirão frutos para seus filhos, netos, bisnetos colher. “Não é sobre você, mas sobre todos aqueles que serão tocados, através da sua vida. Isso é viver por fé, andar com o futuro emergindo a cada passo, contextos surgindo a cada decisão acertada. Carregamos o futuro da posição de continuidade marcada, para os nossos filhos prosseguirem. Nossas mãos alcançam o futuro e o traz ao presente, quando buscamos o Reino de Deus. Não é um mapa, mas uma atitude de obediência a cada ordem. Novas instruções serão concedidas à medida que obedecermos“, ressaltou.

E Paulo teve de noite uma visão, em que se apresentou um homem da Macedônia, e lhe rogou, dizendo: Passa à Macedônia, e ajuda-nos. (Atos 16:9)

Para JB, nesta jornada, precisamos de odres novos, pois a revelação é progressiva:

“Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus'” (Mateus 4:3)

No entanto, quando o Espírito da verdade vier, Ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos revelará tudo o que está por vir.
(João 16:13)

Precisamos nos distanciar daquilo que é humano para nos aproximar do divino. Em nosso quarto, com portas fechadas, devemos procurar um encontro com nosso futuro.

Luis Felipe/CN

Mitologia Grega

Ele destacou ainda que, existiam as moiras, que eram três irmãs (espécie de divindades) que personificavam a condução do destino das pessoas e dos deuses. “Pela mitologia, eram elas que controlavam (teciam na Roda da Fortuna, espécie de tear mágico) o fio da vida de todos (do nascimento até a morte). Também, o Oráculo de Delfos, que em um transe mediúnico, predizia sentenças determinantes à vida das pessoas, sem qualquer possibilidade de alteração. Um conceito fatalista pagão, de um mundo cíclico. No entanto, Deus nos deu o poder da decisão, então, o mundo não é cíclico, mas espiralado, em forma de caracol, girando em torno de eixos. Nós podemos participar da condução desses eixos. O Talmud ensina que existem três formas de alterar um decreto celestial: a Tefilá, oração, a Tzedacá, atos de justiça, e a Teshuvá, arrependimento”, destacou.

Arrependimento

O bispo pontuou que existem sentenças de maldição, que são consequências da desobediência. “Não se pode quebrar um princípio, sem ser por ele quebrado, no entanto, o arrependimento muda vereditos“, disse.

E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. (2 Crônicas 7:14)

Arrependa-se, mude a maneira como você está fazendo. Não prevarique contra o seu destino. Alinhe-se aos processos de Deus, aceite a correção e lide com a rebelião“, enfatizou.

Você não é responsável pelo sofrimento das pessoas que não ouviram seus conselhos. Deus está oferecendo uma chance de mudança, então, pare de se prostituir. Deus te criou para um relacionamento duradouro. O sexo fora do casamento te defrauda. O adultério atrai os espíritos malignos para a sua casa e oprimem seus filhos. Tenha um leito sem mácula. Arrependa-se, porque Deus julgará todos os adúlteros“, disse.

Fugi, portanto, da imoralidade sexual. Qualquer outro pecado que uma pessoa comete, fora do corpo os comete; todavia, quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo. (1 Coríntios 6:18)

Porém, quanto aos covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que praticam imoralidade sexual, os bruxos e ocultistas, os idólatras e todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago de fogo, que arde perpetuamente em meio ao enxofre. Esta é a segunda morte!” (Apocalipse 21:8)

Atos de Justiça

JB lembrou que, dar ao pobre, aumenta os frutos da justiça:

Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre. Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça; (2 Coríntios 9:9,10)

“A generosidade, nos protege de ataques malignos. Ao dar, nós nos blindamos. Existe uma proteção, uma cobertura sobrenatural”, afirmou.

Oração/Intercessão

“Trata-se de entrar em conselho de Deus, para uma conversa que altera destinos”.

Desperta-me a memória; entremos juntos em juízo; apresenta as tuas razões, para que possas justificar-te. (Isaías 43:26)

Neste ambiente, mudamos nossa perspectiva, acalmamos nossa mente e emoções. A matemática é o alfabeto que Deus fez, ao criar o seu universo. Dependendo do caminho, existe um destino. Há muitas possibilidades! A colheita será de acordo com o que for plantado. Nossas escolhas do passado, criaram o presente que estamos vivenciando e o nosso futuro, terá o formato das nossas atuais escolhas. Então, não existe um fatalismo inalterável, porque por nossas decisões, o futuro está sendo criado. Temos um futuro bastante dinâmico. Em Gênesis 34, lemos a história de Diná – que significa justiça. Ela, filha de Jacó, foi violentada por Siquém, filho do heveu chamado Hamor. Siquém, porém, se apaixonou e pediu ajuda a seu pai, o rei Hamor, para tê-la por mulher“, exemplificou.

“A alma de Siquém, meu filho, está enamorada da vossa filha; dai-lha, peço-vos, por mulher; E aparentai-vos conosco, dai-nos as vossas filhas, e tomai as nossas filhas para vós; E habitareis conosco; e a terra estará diante de vós; habitai e negociai nela, e tomai possessão nela” (Gêneses 33,8:9)

“Ache eu graça em vossos olhos, e darei o que me disserdes; Aumentai muito sobre mim o dote e a dádiva e darei o que me disserdes; dai-me somente a moça por mulher” (Gêneses 33, 11:12)

JB destacou que os irmãos de Diná estavam indignados e, após colocar como condição de aliança, a circuncisão daquele povo, Levi e Simeão matam todos os homens, inclusive Siquém, a fim de vingar a violência sofrida pela irmã.
Jacó reprova o ato, parte daquela terra se dirigindo a Betel, a fim de renovar uma aliança com Deus. Levanta um altar e ordena a remoção de todos os ídolos“, disse.

E levantemo-nos, e subamos a Betel; e ali farei um altar ao Deus que me respondeu no dia da minha angústia, e que foi comigo no caminho que tenho andado. Então deram a Jacó todos os deuses estranhos, que tinham em suas mãos, e as arrecadas que estavam em suas orelhas; e Jacó os escondeu debaixo do carvalho que está junto a Siquém. E partiram; e o terror de Deus foi sobre as cidades que estavam ao redor deles, e não seguiram após os filhos de Jacó. (Gênesis 35:3-5)

“Hoje, Deus irá assustar as pessoas que estão contra nós, querendo nos fazer o mal. Mais adiante, quando Jacó declara as bênçãos aos seus filhos, acaba por amaldiçoar Simeão e Levi”, disse.

Simeão e Levi são irmãos; as suas espadas são instrumentos de violência. No seu secreto conselho não entre minha alma, com a sua congregação minha glória não se ajunte; porque no seu furor mataram homens, e na sua teima arrebataram bois. Maldito seja o seu furor, pois era forte, e a sua ira, pois era dura; eu os dividirei em Jacó, e os espalharei em Israel. (Gênesis 49:5-7)

“A palavra profética se cumpre e a tribo de Simeão se espalha. Mas, no caminho, quando edificam um bezerro de ouro, quem se levanta contra a idolatria, é a tribo de Levi. Esse ato de zelo quebrou a sentença de Jacó, tornando aquela tribo, muito especial”, ressaltou.

O zelo da tua casa me consome; as ofensas dos que te insultam caíram sobre mim. (Salmos 69:10)

Atos de obediência e justiça

“Precisamos de gente que zela pela pureza e pela verdade. Atos de obediência e justiça podem quebrar antigos decretos de desobediência, removendo sentenças. Este é o escândalo da graça pregado por Maria e por João Batista.
Veja a graça manifesta na vida de Manassés. Ele promoveu idolatria a Baal, reconstruiu os altares destruídos por seu pai, introduziu práticas pecaminosas no templo e ofereceu seus filhos em sacrifício, mas, em cativeiro, após ter preso pelos assírios, arrependeu-se profundamente, fez uma oração, mudando de atitude. Deus o perdoa e o liberta. Ele, então, volta e remove os altares de idolatria que havia construído”, pontuou.

A justiça do justo não o livrará no dia da sua transgressão; e, quanto à impiedade do ímpio, por ela não cairá ele no dia em que se converter da sua impiedade; nem o justo pela justiça poderá viver no dia em que pecar.

Quando eu disser ao justo que certamente viverá, e ele, confiando na sua justiça, praticar iniquidade, nenhuma das suas obras de justiça será lembrada; mas na sua iniquidade, que praticou, nessa morrerá.


Demais, quando eu também disser ao ímpio: Certamente morrerás; se ele se converter do seu pecado, e praticar a retidão se esse ímpio, restituir o penhor, devolver o que ele tinha furtado, e andar nos estatutos da vida, não praticando a iniquidade, certamente viverá, não morrerá. Nenhum de todos os seus pecados que cometeu será lembrado contra ele; praticou a retidão e a justiça, certamente viverá. (Ezequiel 33:12-16)

Segundo o bispo, não importa como se começa a jornada, mas como se termina. “Você pode ter sido cristão por 30 anos. Não se desvie! Do contrário, não haverá lembrança de nenhum ato de justiça. Deus está concedendo uma chance e, talvez, você não tenha outra. O destino está aqui. Hoje, você pode cancelar os efeitos das escolhas ruins do passado. Faça do futuro algo tão grandioso, que seu passado irá desaparecer. Arrependa-se, pratique atos de justiça. Assim, sua história terá um novo rumo. Enumere seus próximos passos, escreva as restituições que precisa fazer, mude seu destino. Quais atitudes você tem que tomar, a quem precisa restituir?”, questinou.

O sentido da vida é aquilo que só você pode fazer
Viktor Frankl

Ao final, veremos o filme da nossa história. Que não seja aquele o momento para analisarmos as oportunidades perdidas, as flores retidas, a falta de perdão, que tanto nos priva. Vamos evitar hoje, a dor do desperdício do amanhã.
Nosso trabalho é concordar com Deus
“, destacou.

Pois, tantas quantas forem as promessas de Deus, todas têm em Cristo o “sim”. Por isso, por intermédio dele, o “Amém” é proclamado por nós para a glória de Deus. (2 Coríntios 1:20)

Assim na terra como no céu

Nós só precisamos chamar à terra, aquilo que já está concluído no céu. Faça eco ao “sim” e ao “amém” de Deus. Manifeste o que já existe no céu, a seu respeito. O que Deus escreveu no céu, também escreveu no seu coração. Então, siga o fluxo do seu chamado. O destino se manifesta quando começamos a tomar decisões importantes.
Apesar de ter sido uma decisão muito difícil para a adolescente Maria, ela ouviu e disse “sim” ao seu chamado! Logo uma estrela apareceu no céu, os sábios juntaram seus tesouros para ofertar dávidas: ouro, incenso e mirra.
Quando nos deparamos com decisões difíceis e resolvemos responder positivamente ao chamado de Deus, o céu é acionado e todos os recursos necessários, ficam disponíveis. Diga “sim” a Deus e não às propostas do inimigo. Alinhe-se hoje, por esses três eixos. Pode enxergar o futuro tomando forma no horizonte?
“, questinou.

Profético

O bispo ainda enfatizou que caráter é dizer “não”, o mais rápido que puder. “Namorar o pecado é permanecer em débito. O déficit emocional decorre das amizades, relacionamentos e rodas que Deus não participa. Hoje Ele te diz: mude o curso, acerte teu passo”, disse.

O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia. (Provérbios 28:13)

Segundo JB existe um acusador que conhece bem o passado das pessoas. “Quando você peca, ele acusa com legitimidade. A única forma se quebrar a sentença de maldição é pelo arrependimento. Diga não às drogas, aos vícios pornográficos, às propostas corruptas, agendas e negócios desalinhados. Procure ajuda, converse com alguém de confiança. Não se comprometa com esse futuro“, disse.

Seu propósito exige uma posição

Então, altere o futuro com arrependimento, atos de justiça e oração“, declarou.

Sendo assim, humilhai-vos sob a poderosa mão de Deus, para que Ele vos exalte no tempo certo, (1 Pedro 5:6)

“Corrija o coração, pratique a justiça, fale a verdade, largue a prostituição, abandone o pecado. Deus tem te chamado, te vocacionado. Limpe suas mãos, pois a representação só se dará ao puro. Arrependei-vos debaixo da potente mão de Deus.Para aquele que diz “sim”, declaramos a quebra de toda sentença, arma preparada e poder do inferno”, disse.

Levante-se Deus, e sejam dissipados os seus inimigos; fugirão de diante dele os que o odeiam. (Salmos 68:1)

“Desfazemos o poder do mal, do caluniador e do difamador. Todos os projetos e articulações das trevas se desfazem, neste momento. Deus procura os humildes, vulneráveis, abertos e obedientes. Estamos profetizando um povo, que nasce no útero da madrugada, que não é conivente com o erro e o pecado. Existe um movimento divino. Esteja pronto para ser a resposta, aquele com quem Deus pode contar”.

Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou. (1 João 2:6)

O bispo encerrou enfatizando que clamava pela batida do coração de Jesus, seu olhar, seus pensamentos. “Nos arrependemos de palavras, críticas, fofocas, injúrias, maledicências, toda altivez. Estejamos prontos para sermos corrigidos. Queremos ter comunhão com os outros, para que o sangue de Jesus nos purifique. Fazemos parte de um povo, que surge das trevas, a fim de manifestar as virtudes de Deus“, disse.

Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus, que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia. (1Pedro 2:9-10)

por Vanessa Ribeiro
edição Tiago da Silva